O QUE SÃO GORDURAS TRANS?

Corpo 1452 visitas 2 Comentarios

Gorduras Trans

As gorduras trans são o resultado de um processamento denominado hidrogenação. Este processo industrial transforma os óleos vegetais líquidos em gordura sólida à temperatura ambiente. O valor nutricional dos azeites e óleos por vezes é alterado.

Este processo industrial é muito utilizado no fabrico de margarinas e gorduras emulsionantes.

Esta gordura é altamente prejudicial para a nossa saúde e altamente benéfica para a indústria alimentar, porque permite:

1 – Aumentar o prazo de validade dos produtos
2 – Não precisam de ambiente especifico para conservar
3 – É mais fácil de transportar e utilizar por se ter tornado sólida após o processo de hidrogenação.

A gordura trans, encontrada em alimentos industrializados, teve origem no início do século passado para substituir a gordura animal, dar mais sabor, conservar por mais tempo e melhorar o visual dos alimentos.

A gordura trans não é sintetizada pelo organismo e, por isso, não deveria ser consumida nunca. Mas, como isso é quase impossível, o Ministério da Saúde determinou que é aceitável consumir até 2g da gordura por dia, o que equivale a quatro biscoitos recheados.

Mesmo tendo isso em mente, um dos grandes problemas para o consumidor é conseguir perceber com clareza quanta gordura trans existe em cada alimento.

Estudos recentes comprovam que o excesso desse tipo de gordura é o mais prejudicial à saúde.

GORDURAS TRANS

Esta gordura é prejudicial para todas as pessoas e no caso dos desportistas ainda é mais grave.

Assim como seca e deixa os alimentos crocantes, também se acumula nas veias e artérias impedindo-as de dilatarem com a actividade física em que o fluxo sanguíneo aumenta mas as veias não dilatam para a passagem do sangue.

A gordura trans provoca o aumento do LDL (conhecido como mau colesterol), o que, por si só, não é nada demais se comparada à gordura animal (ou saturada), que também desencadeia essa reacção. O que a torna a pior alternativa de gordura é o facto dela diminuir os níveis de HDL (ou o “bom” colesterol) no nosso organismo.

O LDL tem o potencial de fazer com que placas de gordura se acumulem nos vasos sanguíneos ocasionando possíveis obstruções, e pode levar, por exemplo, a um enfarte ou AVC.

Já o HDL está relacionado à diminuição de ateromas (essas placas que se formam nas paredes dos vasos). Além disso, a gordura trans não é sintetizada pelo organismo e, portanto, permanece no corpo produzindo gordura visceral – gordura essa que se acumula principalmente na região da cintura e abdómen.

Nos últimos anos têm surgido muitos ataques cardíacos a jovens desportistas que exibiam uma saúde invejável e muitos cientistas têm relacionado estas situações com o consumo desta gordura.

Verifique os ingredientes do produto. Se estiver escrito gordura vegetal hidrogenada, já sabe que o alimento contém gordura trans numa quantidade igual ou menor a 0,2g por porção.

Os alimentos que mais contem esta substância são bolachas, sorvetes, pipoca de microondas, salgadinhos, tortas, bolos, quaisquer fritos que sejam feitos com óleo que contenha gordura trans e tudo o que envolve margarina na sua composição..

Gorduras Trans


AVISO: Este artigo é meramente informativo, não temos capacidade para receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico.
Consulte o seu médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.
2 Comentários
  1. Zé Manel

    | Responder

    Informação tão importante e actual.

  2. Ana Neto

    | Responder

    Sempre a aprender, obrigada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *