Deixe de fumar para sempre

Terapias 434 visitas 3 Comentarios

Quase um quarto da população portuguesa fuma.

Deixe de fumar para sempre

A cada ano, morrem cerca de 6 milhões de pessoas por causa do tabaco – mais que a SIDA, a tuberculose e a malária juntas! Fazendo as contas, a cada 6 segundos morre uma pessoa por causa do tabaco.

Independentemente da sua idade e de há quanto tempo fuma, deixar de o fazer contribuirá para que viva mais e seja mais saudável. Mas, para isso, além de ultrapassar os sintomas de abstinência, há que quebrar os laços sociais e emocionais que o ligam ao ato de fumar.

Em muitos lugares já não se pode fumar e tende a reduzir-se a presença de fumadores, o que diminui a exposição a situações que incitam a pegar no cigarro por imitação ou contágio como, por vezes, ocorre no trabalho, nos restaurantes.

Todos os que já tentaram deixar de fumar partilham da mesma ideia: é difícil, há recaídas e só se consegue com muita força de vontade.

Para testar, lançamos um simples desafio. Reflicta sobre as próximas três perguntas: alguma vez se sentiu mal por ter de interromper um jantar entre amigos para fumar um cigarro?

Quando é que percebeu que precisava de fumar um cigarro com regularidade, e não apenas socialmente? Quando é que o hábito se tornou tão forte que se sentia mal quando não tinha um cigarro por perto?

 

Deixe de fumar

Deixar de fumar tem muitos benefícios e, ao contrário do que pensa, são quase imediatos.

  • Nas primeiras horas os níveis de monóxido de carbono e de nicotina reduzem para metade.
  • Nas 24 horas seguintes, o primeiro começa a ser libertado e os pulmões libertam os resíduos tabágicos.
  • 48 horas depois, o seu paladar e olfacto melhoram significativamente.
  • Entre duas e doze semanas, a circulação sanguínea melhora e,
  • Entre três e nove meses a sua função respiratória sai reforçada em 10%

Deixe de fumar para sempre

Deixe de fumar para sempre

A motivação é o factor-chave para deixar de fumar com sucesso:

  • Fixe um dia para deixar de fumar – estabelecer uma data ajuda a criar um sentimento de compromisso.
  • Anuncie aos outros a sua decisão – envolver os que lhe são mais próximos garante-lhe apoio e solidariedade.
  • Identifique os seus hábitos tabágicos – saber em que circunstâncias fuma habitualmente permite-lhe criar estratégias para contorná-las.
  • Elabore uma lista de motivos para deixar de fumar e relei-a sempre que pensar em desistir.
  • Aprenda a reagir à vontade de fumar – os momentos em que sente grande desejo de voltar a fumar duram apenas alguns minutos.
  • Faça uma alimentação saudável – se a sua preocupação é o ganho de peso associado ao abandono do tabaco, procure substituir as gorduras, o açúcar e os alimentos ricos em sal por saladas, frutas e legumes.
  • Tente evitar a proximidade de fumadores, bem como os cigarros e todos os objectos relacionados com o hábito de fumar.
  • Pratique actividade física – não só contribui para uma boa forma física, como ajuda a combater a ansiedade e as alterações de humor próprias dos ex-fumadores.
  • Com o dinheiro que poupar no tabaco, ofereça-se uma prenda que deseje há muito tempo.

Deixar de fumar pela sua saúde – se não conseguir à primeira, nada está perdido. A recaída faz parte do processo de mudança.

Marque uma nova data e volte a tentar.


AVISO: Este artigo é meramente informativo, não temos capacidade para receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico.
Consulte o seu médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.
3 Comentários
  1. Alfredo

    | Responder

    Deixei este maldito vicio há 10 anos e ainda bem que o fiz…

  2. Sofia Teles

    | Responder

    Com o dinheiro do tabaco (que deixei há 2 anos) já viajei para vários países.

  3. Marisa

    | Responder

    Tem sido difícil mas não impossível… pois quero viver muitos mais anos e com qualidade de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *