Para que serve a Hipnose?

Terapias 1910 visitas 1 Comentario

Para que serve a Hipnose ?

A hipnose pode ser definida como um estado mental semelhante a sensação obtida alguns segundos antes de adormecer.

Existe uma crença errada de que a hipnose é uma forma de inconsciência, como no sono. Porém, pesquisas actuais, demonstram que a pessoa sob hipnose está totalmente acordada, possuidora de sua total concentração e atenção.

A técnica de hipnose baseia-se na indução de letargia no paciente, para ficar em estado mais receptivo aos estímulos ao subconsciente.

Este estado de letargia é obtido, por exemplo, convidando o paciente a focar o seu pensamento sobre um objecto específico, como um pêndulo ou um objecto na parede.

Estando no estado de letargia é possível ter um acesso aos recursos criativos, facilitando a solução para velhos problemas registados no subconsciente e que estavam causando determinada doença.

Em ambiente de consultório, num contexto de confiança e confidencialidade, o transe hipnótico é induzido pelo terapeuta, levando a pessoa a uma concentração profunda no que está a ser dito, tornando-a assim receptiva às sugestões, desejadas e previamente acordadas em função do objectivo pretendido, sem no entanto perder o controlo da situação.

Com a hipnose pode-se tratar várias doenças de causa emocional:

  • Ansiedade
  • Alcoolismo
  • Controle do Diabetes
  • Depressão
  • Drogas
  • Hipertensão arterial
  • Impotência Sexual
  • Insónia
  • Ejaculação Precoce
  • Tabagismo
  • Obesidade
  • Pânico

O hipnoterapeuta procura compreender cuidadosamente a individualidade do paciente para determinar que experiências, habilidades mentais e aprendizagens vividas estão disponíveis para lidar com o problema. O terapeuta então facilita uma abordagem, para que as respostas internas, pessoais e únicas sejam alcançadas pela experiência de transe na qual o paciente encontre a mudança e as soluções para os seus problemas.

Durante o transe hipnótico acontecem situações únicas que jamais acontecerão igualmente, pois, assim como os dias, não existe uma situação igual quando se está hipnotizado.

Existe um processo que ocorre durante o transe hipnótico: o chamado rapport, é a primeira fase que se manifesta quando o indivíduo se solta para o tratamento, a catalepsia é a segunda fase que se manifesta por extremo relaxamento por parte do indivíduo.

Na terceira fase há a distorção do tempo onde o indivíduo não consegue identificar o presente tempo, alterando-o para mais ou para menos.

A pessoa tem amnésia, hipermnésia, regressão e progressão da idade, alucinações, escrita automática onde a pessoa hipnotizada escreve respondendo ao comando do especialista, anestesia e movimentos ideomotores que são automáticos como repuxos e tremores.

hipnose-foto-654

A hipnose tem como finalidade propriamente dita a terapia. O bem-estar de alguém que precisa de ajuda e procura um terapeuta para encontrar uma solução, encontrar ajuda. Nesse sentido, a hipnose é como uma caixa de ferramentas.

A grande vantagem da hipnose como ferramenta terapêutica, em alguns casos como fobias, ataques de pânico, abandono de vícios, e outras, em relação à outras técnicas terapêuticas é que a hipnose tem conseguido a solução num número de sessões muito menor do que terapias tradicionais.

O período de duração dos tratamentos varia de acordo com os casos e com as características de cada indivíduo.

Os progressos geralmente são vistos logo nas primeiras sessões. Em geral, um hipnoterapeuta normalmente termina o seu tratamento em menos de dez sessões.

Mais informação sobre hipnose

Hipnose


AVISO: Este artigo é meramente informativo, não temos capacidade para receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico.
Consulte o seu médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.
TAGS
1 Comentário
  1. Odete Silva

    | Responder

    Já fiz algumas sessões e gostei bastante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *