Alimentos que baixam o ácido úrico no sangue

Corpo 569 visitas Comentar

O ácido úrico é um composto presente no sangue, que deriva do metabolismo das proteínas e que é eliminado pela urina. Existem alimentos que baixam o ácido úrico ajudando a controlar esta doença.

Os sintomas de ácido úrico alto (hiperuricemia) são caracterizados principalmente por dores articulares nos membros inferiores, como joelhos, tornozelos, calcanhares e dedos do pé. Porém, as dores podem afetar qualquer articulação, inclusive as mãos.

Sem tratamento adequado, o ácido úrico elevado pode causar ainda cálculos renais (pedra no rim), disfunção ou falência renal e gota, uma doença caracterizada pela inflamação das articulações, causada pela deposição de cristais de ácido úrico.

As crises de gota caracterizam-se pela existência de dor, edema, cor avermelhada e calor na região, e podem ser acompanhadas por sinais sistémicos como aumento da frequência cardíaca, mau-estar, febre, calafrios e leucocitose. A crise dura de 2 a 10 dias e depois tudo volta ao “normal”.

Uma nova crise pode surgir em intervalos de meses ou anos.

Com o avanço da doença, os sintomas ocorrem com maior frequência, de forma mais prolongada e com mais junções articulares afectadas.

ácido úrico No Sangue

MOTIVOS PELO QUAL AUMENTA O NÍVEL DE ACIDO ÚRICO NO ORGANISMO

No geral, existem três motivos causadores do aumento do nível de ácido úrico no sangue. O primeiro e mais básico deles é o simples aumento da sua produção, quando consumimos muita purina através da alimentação ou quando nosso corpo se altera a produzir mais ácido úrico mesmo com menos purina.

O segundo motivo é a baixa eliminação do ácido através urina. Nesse caso, isso pode ser causado tanto por problemas digestivos quanto urinários.

O terceiro e último dos motivos comuns do aumento do ácido úrico é o uso de medicamentos que estimulam a sua produção. Por isso, é importante ler a bula das medicações, pois em alguns remédios há o efeito colateral do aumento da produção do ácido úrico.

A causa principal do ácido úrico elevado é genética e hereditária. No entanto outros fatores contribuem para o seu aumento, tais como: consumo excessivo de álcool, uma alimentação incorreta, ou pela toma de alguns medicamentos, como diuréticos e ácido acetilsalicílico.

A evidência epidemiológica, sugere que a prevalência de hiperuricémia e gota tem vindo a aumentar na população portuguesa, nos últimos anos, à semelhança do que acontece com outros países desenvolvidos, sendo essencial definir linhas orientadoras para a intervenção nutricional a este nível.

Geralmente olhamos para o ácido úrico elevado – a partir de 7mg/dl em homens e acima de 6 mg/dl em mulheres – e pensamos no risco de gota, mas abaixo disso já existem vários outros problemas.

Hoje sabe-se que acima de 5,2 mg/dl já há um aumento do risco cardiovascular, por exemplo. Por cada aumento de 1 mg/dl no ácido úrico, o risco de disfunção erétil duplica.

Também pode causar alterações renais, diminuir a síntese da forma ativa da vitamina D e aumentar o risco de diabetes tipo 2.

Pensa-se ainda que o ácido úrico é um fator de risco para hipertensão arterial, que pode estar envolvido na esteatose hepática (fígado gordo), que pode aumentar o risco de pré-eclampsia na gravidez e que pode estar implicado em alguns tipos de cancro.

Nas situações de hiperuricemia, é possível ingerir alimentos que baixam o ácido úrico para conseguir melhorar os níveis.

Existem vários tratamentos para fazer baixar o ácido úrico no sangue, desde os químicos receitados pelo seu médico aos naturais que passam pelos alimentos que baixam o acido úrico.

Quem já padeceu de doenças graves como o cancro sabe com certeza que a alimentação tem uma importância extrema na prevenção das doenças a nível geral, assim aqui fica o conselho de alguns alimentos a que deve recorrer se sofre de ácido úrico.

Alimentos que baixam o ácido úrico no sangue

LATICINIOS – As proteínas do leite (particularmente a caseína) tem um efeito uricosúrico, isto é, favorecem a excreção urinária do ácido úrico e a diminuição dos seus níveis no sangue.

No entanto, esses efeitos são visíveis maioritariamente em lacticínios magros, devendo-se por isso dar preferência a opções com baixo teor de gordura e excluir particularmente os queijos curados.

LARANJA – A vitamina C, presente nesta fruta, também age na redução dos cristais no sangue. O sumo de laranja natural ajuda a dissolver as pedras e faz com que as articulações voltem ao normal.

Alimentos que baixam o ácido úrico - ácido úrico No Sangue

ALHO – Assim como a cebola, o alho tem poder de reduzir o colesterol, a pressão arterial e as taxas de ácido úrico.

O indicado é amassar dois dentes de alho e colocar num copo de água durante cerca de 6 horas. Depois desse período, é só coar e beber a mistura pelo menos três vezes ao dia.

CEREJA – As cerejas frescas são óptimas contra o excesso de ácido úrico no organismo, já que têm propriedades anti-inflamatórias.

SEMENTE DE ABÓBORA – A abóbora é um dos vegetais mais diuréticos que existe e, por meio da produção de urina, ajuda a eliminar os níveis de ácido. Os modos de comer são variados – cozida ou assada são os mais indicados. Mas o mais importante é não descartar as sementes de abóbora, que são ainda mais poderosas neste tratamento.

CENOURA – Além de saborosas e perfeitas para combinar com muitos pratos, as cenouras dispõem de efeitos alcalinizantes para o organismo, tornando-as efetivas para ajudar a eliminar o excesso de purinas e cristais que se armazenam nas articulações.

BEBA ÁGUA – A ingestão de água é muito importante para o controle do ácido úrico, uma vez que ao urinar muito, o organismo vai eliminando bactérias e toxinas do corpo.

O recomendável é o consumo de pelo menos 2 litros diários de água pura. Além de hidratar, a ingestão correta de água ajuda no metabolismo e em vários sistemas do corpo.

Um ótimo remédio caseiro para diminuir o ácido úrico é preparar um suMo com beterraba, pepino, agrião e cenoura.

Coloque no liquidificador 80 g de beterraba, cenoura e pepino e 20 g de agrião e bata tudo até obter um sumo. Beba o sumo pela manhã em jejum todos os dias e, de preferência logo após a sua preparação.

A dieta para o ácido úrico envolve também não ingerir alimentos que promovem maior produção de ácido úrico, como a carne vermelha, fígado, rins, enchidos, frutos do mar, feijão, ervilha, lentilha, grão de bico ou soja, assim como açúcar refinado, bebidas alcoólicas, ovos e doces em geral.

Pratique exercícios e consciencialize-se para cuidar ao máximo da sua saúde.

Partilhar este artigo
  • 3
    Shares
Copyright Tratamento Natural. Reprodução permitida desde que indicando o endereço:
https://www.tratamento-natural.com/corpo/acido-urico-sangue/

AVISO: Este artigo é meramente informativo, não temos capacidade para receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico.
Consulte o seu médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *