Alimentos ricos em colagénio são as fontes de proteína

Alimentação 1712 visitas 3 Comentarios

A partir dos 30 anos a produção de colagénio pelo nosso organismo diminui, podemos notar uma pele menos elástica e o aparecimento das primeiras rugas. Aliás, a falta de colagénio é uma das principais causas do envelhecimento.

Com a baixa produção os músculos ficam flácidos, a densidade dos ossos diminui, articulações e ligamentos perdem a sua força, as cartilagens ficam mais porosas e os fios de cabelo ficam mais finos.

A baixa deste elemento também contribui para unhas quebradiças, aparecimento de estrias e aumento da gordura corporal.

Os alimentos mais ricos em colagénio são as fontes de proteína de origem animal, nomeadamente a carne, tanto vermelha como a branca, o peixe e a gelatina, devendo ser consumidos diariamente.

Para que possa ser sintetizado pelo organismo, é importante consumir alimentos que contenham vitamina C e vitamina E, além dos minerais cobre, selénio, zinco e silício.

No entanto, mesmo consumindo regularmente estes alimentos, apenas cerca de 1% será absorvido pelo organismo. Todo o resto presente no corpo é resultado da produção interna.

O colagénio é importante para manter a pele firme, prevenindo ou retardando o aparecimento das rugas e da flacidez natural do processo de envelhecimento. Por melhorar a aparência e a elasticidade da pele, o colagénio também é indicado para ajudar no tratamento da celulite.

É importante saber que o colagénio é produzido dentro do nosso próprio corpo, desde que tenhamos hábitos de vida saudáveis, como comer uma dieta saudável e equilibrada, fazer desporto, não fumar, etc.

O colagénio é uma molécula de proteína, em resumo, é uma proteína; É a proteína mais abundante no corpo humano, encontrada nos ossos, músculos, pele e tendões, portanto, sua importância merece nossa atenção e, pois sua função aglutina praticamente todo o corpo humano, aproximadamente 30% das proteínas são colagénio .

O colagénio diminui com a idade. Isso acontece porque há uma degradação que não podemos diminuir a velocidade e regenerar novamente. E, portanto, envelhecemos mais ou menos de acordo com nossos hábitos de vida. É por isso que é tão importante uma alimentação equilibrada.

Alimentos ricos em colagénio

Os alimentos com este elemento melhoram a elastina e isso faz com que “pare” a aparência de rugas.

Gelatina – A Gelatina é um dos principais Alimentos Ricos em colagéno. Além disso, a gelatina traz a vantagem de ser uma sobremesa que não estimula o aumento de peso, ao mesmo tempo que faz bem a pele, unhas e cabelo.

Aveia – A aveia é rica em silício, um sal mineral que actua nas vias de formação de colagénio, e o seu efeito antioxidante neutraliza radicais livres, previne o envelhecimento e optimiza a hidratação da pele.

Carnes – Fontes de proteína, que estimulam a produção do elemento.

Lacticínios e claras de ovo – Devido ao seu teor em lisina e prolina, constituintes fundamentais do colagénio, os lacticínios e as claras de ovo são também muito importantes para a saúde dos tecidos.

Frutos vermelhos – Os frutos vermelhos como o morango e a amora contêm vitamina C e flavonoides, que ao trabalharem juntos, possuem acção antioxidante, de maneira que combatem os radicais livres e o envelhecimento do corpo humano, que é um grande causador da diminuição dos níveis de Colagéno no organismo.

Frutos secos, sementes e peixe gordo – Os frutos secos, sementes e o peixe gordo, pelo seu teor em ómega 3, também contribuem para aumentar a produção de colagénio.

Além disso, pelas suas propriedades anti-inflamatórias ajudam a travar as perdas deste elemento.

 colagénio

Além dos alimentos ricos em colagénio já mencionados, existe também a possibilidade de suplementação nesta proteína.

O colagénio hidrolisado é a forma mais comum de suplementação, sendo totalmente absorvido pelo organismo.

A Organização Mundial da Saúde recomenda o consumo de 9g de colagénio por dia para indivíduos adultos, principalmente a partir dos 50 anos.

 

Alimentos ricos em colagénio são as fontes de proteína
4.7 (94.59%) 37 votos


AVISO: Este artigo é meramente informativo, não temos capacidade para receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico.
Consulte o seu médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.
3 Comentários
  1. Nuno

    | Responder

    Bom artigo, parabéns.

  2. Vanda Frias

    | Responder

    Todos os dias como aveia e frutos vermelhos e recomendo.

  3. Vera Pinto

    | Responder

    Acima estão descritos os alimentos que tentou comer todos os dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *