Herpes Labial como tratar

Corpo 1603 visitas 2 Comentarios

O herpes labial é uma infecção que se produz por um vírus muito contagioso, que se propaga facilmente ao tocar uma ferida activa.

A infecção provoca bolhas pequenas e dolorosas, que além de serem anti-estéticas, também podem propagar facilmente a infecção, simplesmente através do contacto de pele com pele.

O herpes labial é uma doença infecciosa provocada pelo vírus Herpes Simplex tipo I, HSV-1. O vírus permanece em estado latente, até que se reactive e se desencadeie um episódio. Um episódio de herpes labial costuma durar cerca de 10 dias, começando por uma sensação de inchaço e terminando no desaparecimento da ferida.

A maioria dos adultos esteve exposta ao vírus, e a infecção inicial teve normalmente lugar na infância, provavelmente depois de se receber um beijo ou de partilhar um copo de uma pessoa que tinha a infecção.

O herpes labial só se activa em cerca de um terço dos adultos, por numerosos factores da vida quotidiana, tais como a radiação solar, uma constipação ou uma gripe.

Após começar a sentir comichão, formigueiro e dor sobre o lábio deve protegê-los da exposição solar e do calor, hidratá-los frequentemente e optar pela ingestão de alimentos ricos em vitamina C, de modo a evitar um surto muito agressivo.

Após o aparecimento visível do herpes labial deverá utilizar produtos cicatrizantes e hidratantes, aplicar pensos hidrocoloides sobre a região afectada, pois estes para além de ajudarem no processo de cicatrização ajudam a disfarçar e a reduzir o risco de contágio.

Se já teve herpes labial e quer evitar que este apareça de novo mantenha os seus lábios sempre hidratados para que possam estar protegidos contra as agressões que desencadeiam o despertar do herpes labial.

Herpes Labial

As etapas do herpes labial

Um surto de herpes labial dura entre 7 e 12 dias e tem, geralmente, cinco etapas distintas. No entanto, algumas pessoas não passam pela etapa de sensação de “formigueiro” que assinala a chegada de um surto.

Fase 1: Formigueiro   
Herpes Labial como tratar

Sensação desconfortável de formigueiro, ardor e prurido (comichão) à volta da área afetada pelo vírus. É vivida apenas em 40 a 60% das recorrências.

Fase 2: Vesícula    
Herpes Labial

Manifesta-se por pequenas vesículas (ou uma única vesícula grande) cheias de líquido e rodeadas por uma zona avermelhada.

Fase 3: Úlcera   
Herpes Labial como tratar

As vesículas dilatam e rebentam, deixando uma úlcera superficial avermelhada. Esta é a fase mais dolorosa e contagiosa do ciclo.

Fase 4: Crosta   
Herpes Labial como tratar

Assim que as vesículas secam forma-se uma crosta.

Fase 5: Cicatrização

Herpes Labial

O vírus transmite-se desde a fase inicial, até à fase da cicatrização, quando a crosta desaparece.

 

 

Após estas 5 fases, verifica-se a latência do vírus, ou seja, o vírus encontra-se adormecido, podendo ser reactivado por factores como:

  • Defesas imunitárias enfraquecidas, como na constipação ou gripe
  • Stress emocional e a fadiga
  • Exposição solar ou frio intenso
  • Traumatismos na área dos lábios, como queimaduras ou cortes
  • Período menstrual
  • Gravidez

Alimentos bons para Herpes Labial

Os alimentos para prevenir a herpes, normalmente, são aqueles que fortalecem o sistema imunitário, como o kiwi ou a sardinha, por exemplo, mas além disso é importante também aumentar o consumo de alimentos ricos em Lisina, que é um aminoácido encontrado no peixe e na gema de ovo, por exemplo. Isto porque a Lisina diminui a multiplicação do vírus da herpes, fazendo com que a ferida da herpes apareça menos vezes.

Herpes Labial

Alimentos a evitar

Para evitar a herpes é importante reduzir ou eliminar da alimentação os alimentos ricos em arginina, que é um aminoácido encontrado, por exemplo, no iogurte ou no cacau, e que proporciona um desenvolvimento mais fácil do vírus da herpes.

A arginina está presente especialmente em alimentos ricos em proteínas, como queijo ou iogurte ou em outros alimentos como castanha-de-caju ou feijão, por exemplo.

Como curar o Herpes Labial

Existem medicamentos de aplicação tópica (local) sob a forma de creme ou pomada, que aliviam os sintomas e aceleram a cicatrização. Os cremes são por norma compostos por uma substância com poder antivírico (aciclovir). Esta aplicação deve ser efectuada logo nos primeiros sinais de aparecimento do herpes labial para tratar o vírus e diminuir o tempo de cicatrização.

Estes devem ser aplicados de 4 em 4 horas, não necessitando aplicar durante a noite até desaparecerem os sintomas.

A sua acção pode ser complementada com outros produtos, como pensos que disfarçam a lesão, protegem e auxiliam no processo de cicatrização e podem prevenir o aparecimento de crostas. Além disso, como funciona como um escudo frente ao vírus, o penso reduz bastante o risco de contágio.

Herpes Labial como tratar
4.6 (92.43%) 37 votos


AVISO: Este artigo é meramente informativo, não temos capacidade para receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico.
Consulte o seu médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.
2 Comentários
  1. Luisa

    | Responder

    Doloroso e chato

  2. Daniel

    | Responder

    Na altura do verão aparecia-me sempre o herpes labial

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *