Corpo

O chá ajuda a fazer a digestão?

É comum que as pessoas recorram aos chás cada vez que comem demais ou sentem que a comida ‘não lhes caiu bem’, mas será que eles ajudam mesmo?

A ideia de beber chá para ajudar na digestão é muito antiga. Mesmo nos dias de hoje, determinados chás continuam a ter essa reputação de ter propriedades que ajudam na digestão.

Vários benefícios têm sido atribuídos ao chá, nomeadamente os possíveis efeitos benéficos a nível da digestão.

Mas será que estas são afirmações verdadeiras? Quais são os efeitos do chá na digestão?

banner1 1

CHÁ:

A palavra “chá” surgiu do nome da planta “Camelia Sinensis”- mundialmente utilizada nas bebidas quentes.

Na prática, os chás são as folhas desta planta e encontram-se apenas quatro variedades: chá verde, chá preto, chá branco e chá oolong. Todos os outros que conhece são infusões.


INFUSÃO:

A infusão é o líquido que resulta depois de se verter água a ferver sobre folhas (que podem ser de chá) ou frutos. Melhor dizendo, a bebida que nos aquece todos os Invernos, ou que, com gelo, nos refresca todos os Verões é, nada mais, nada menos, que uma infusão de algum ingrediente.


TISANA:

A tisana também um tipo de infusão, mas, aqui, o seu líquido é coado e filtrado, e tem como base plantas medicinais. Pode dizer-se que é “mais forte” e que tem, essencialmente, fins terapêuticos.

O chá da alfavaca ocimun selloi actua no estômago. Previne gastrites e vómitos, além de reduzir os gases. A sua preparação passa pela infusão de flores numa chávena que deverá ser cheia de água a ferver, sendo depois abafada durante 10 minutos e coada.

Para obter o resultado desejado, este chá deverá ser tomado antes da refeição.

Promovendo a produção de enzimas, este chá potencia a digestão directamente no estômago. O processo de preparação é semelhante ao da Alfavaca Ocimun Selloi, uma vez que deve ser coberta com água a ferver, abafada por 10 minutos e coada.

No caso do consumo deste chá, deverá ser feito duas vezes por dia.

O chá de Alecrim protege a parede estomacal e potencia uma boa e fluída digestão. Outros benefícios da toma deste chá incluem a redução de dores de cabeça associados por más digestões.

O processo de preparação é igual ao da Sálvia Salvia Ofiicinalis e este chá deverá ser tomado antes ou depois das principais refeições todos os dias.

Enquanto o chá verde favorece a digestão, o banchá trata de ajudar esse processo e da regulação do pH do estômago, lidando com a produção de ácidos gástricos.

Esta bebida deverá ser feita com água a ferver e deverá ser deixada em infusão durante 3 minutos. Este chá pode ser tomado mesmo durante as refeições.

Os efeitos deste chá são bastante benéficos, dado que regulam a digestão e diminuem as cólicas intestinais e dores de estômago. Devido a também possuir propriedades anti-inflamatórias, poderá trazer benefícios na prevenção de úlceras e gastrites.

Deverá tomar uma chávena três vezes por dia e o método de preparação é semelhante ao do chá anterior.

O chá de hortelã é também potenciador da digestão devido ao mentol. Trata das dores de barriga através das suas propriedades analgésicas. O que diferencia a preparação deste chá em relação aos anteriores é a adição de limão.

Deverá tomar uma chávena entre as principais refeições.

Mais uma vez actuando a nível das enzimas responsáveis pela digestão, neste caso as responsáveis por lidar com a quebra de proteínas.

Este chá tem inúmeros benefícios e poderá ser tomado entre ou durante as refeições, sobretudo se a refeição incluir carne.

O chá de hibisco, além de ajudar na digestão, é também uma grande ajuda na perda de peso, até porque uma das suas propriedades é ser levemente laxativo.

A preparação é semelhante a qualquer outro tipo de chá e deverá ser tomado após as refeições.

O chá de boldo é proibido para as grávidas por poder afectar a saúde do bebé e deve ser tomado com moderação, uma vez que já foi comprovado por estudos toxicológicos que este chá poderá ser perigoso.

Tome apenas uma chávena após as refeições.

Com propriedades de desintoxicação, o chá branco, além de eliminar elementos prejudiciais para a saúde, acelera o metabolismo, desincha e tem um sabor agradável, semelhante ao chá verde.

Se tiver habitualmente sintomas de indigestão não desvalorize e consulte o seu médico.

Existem terapêuticas que podem ser mais seguras e efectivas do que o famoso “chá”. Para além disso, é difícil verificar as concentrações dos compostos na infusão e o teor destas pode não ser fácil de controlar.

Não se deve ainda desconsiderar os possíveis efeitos sinérgicos entre estas infusões e fármacos, pelo que deverá ter cuidado se estiver a tomar qualquer tipo de medicação.

De maneira generalizada, o chá e as infusões ou tisanas podem ser ingeridas havendo de facto determinadas plantas que parecem favorecer mais a digestão que outras.

4 / 5. Votos: 1

Sem votos! Seja o primeiro.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo