Vigorexia – a busca constante do corpo perfeito

Beleza & Estética 1170 visitas 3 Comentarios

A vigorexia, também chamada de transtorno dismórfico muscular, é um transtorno obsessivo-compulsivo que se caracteriza pela constante insatisfação com o corpo.

Vivemos numa sociedade na qual a busca pelo corpo perfeito e a qualquer custo é incentivada o tempo todo. Algumas pessoas conseguem encarar isso de uma forma saudável, como um impulso a mais para se alimentar bem e praticar atividades físicas. Mas existem muitas outras, que acabam reféns da necessidade de se enquadrar num padrão e isso pode tornar-se uma doença.

A vigorexia é um transtorno dos tempos modernos

A vigorexia é um transtorno dos tempos modernos, fruto da busca pela imagem perfeita, sendo consequência da exagerada exposição a que diariamente estamos expostos por diversos meios, nomeadamente televisão e redes sociais.

Quem padece deste problema psicológico vive obcecado com o corpo, nunca sentido completa satisfação com os resultados obtidos através da prática de exercício físico.

A musculação é uma atividade extremamente benéfica ao corpo e a mente. Sendo uma modalidade completa, ela alivia o stress, enrijece o corpo, retarda a velhice, combate problemas de saúde causados pelo sedentarismo, aumenta a disposição e, é claro, ajuda no visual. Porém é importante ficar alerta para que isso não se torne uma prioridade na sua vida.

Já foram relatados casos em que o indivíduo possui como único assunto o ginásio, o treino, o suplemento, a comida, chegando a ponto de afastar-se de amigos, parentes, namorada e etc. Tornar-se obcecado não é benéfico, e quando o assunto é musculação não é diferente.

Como já foi citado acima, muitas vezes um indivíduo acredita que treinando todos os dias, mais e mais, atingirá seu objetivo mais rápido. Este pensamento, é completamente errado, caracteriza-se como Síndrome de Adonis ou Vigorexia (conhecido como overtraining, em inglês).

A musculação, é uma prática em que se obtém resultados satisfatórios através de fatores externos à atividade em si, como alimentação e, principalmente, descanso. Um músculo só se desenvolve quando descansamos e o abastecemos corretamente, pois a musculação em si nada mais é do que um estímulo, uma forma de dizermos ao músculo: “DESENVOLVA-SE!”.

A doença é mais comum entre homens dos 18 aos 35 anos, mas pode afectar qualquer individuo independentemente da idade ou sexo. Acredita-se que é um transtorno obsessivo compulsivo decorrente da cultura actual, muito focada na alimentação saudável e a procura do corpo perfeito, tonificado e musculado.

Vigorexia - a busca constante do corpo perfeito

 

 

 

CONSEQUÊNCIAS FÍSICAS:

Insónia

Falta de apetite

Cansaço constante

Problemas ósseos e articulares devido ao peso excessivo

Falta de agilidade

Desproporção displásica entre o corpo e a cabeça

Encurtamento de músculos e tendões

Risco de doenças cardiovasculares

Lesões hepáticas

Disfunções sexuais

Diminuição do tamanho dos testículos

Maior propensão do cancro da próstata

CONSEQUÊNCIAS PSICOLÓGICAS:

Sensação de fracasso

Irritabilidade

Desinteresse sexual

Agressividade

Dificuldades de concentração

Abandono das actividades sociais, inclusivamente o emprego

Normalmente os vigoréticos adotam uma alimentação muito restritiva e não consomem gorduras, sendo a dieta estritamente voltada para o consumo de alimentos ricos em proteínas, com o objetivo de aumentar a massa muscular. É comum, também, o uso excessivo de anabolizantes e suplementos proteicos, além de passar horas na academia, aumentando sempre a carga dos exercícios.

As pessoas com vigorexia ficam sempre insatisfeitas com os resultados, vendo-se sempre como muito magros e fracos, apesar de serem muito fortes e terem músculos muito bem definidos e desenvolvidos. Por isso, a vigorexia é considerada um tipo de Transtorno Obsessivo Compulsivo e necessita de tratamento.

O tratamento para a vigorexia deverá ser feito numa abordagem multidisciplinar, o que significa que várias vertentes terão de ser abordadas no sentido de controlar a progressão da mesma.

Entre eles, é importante controlar fatores como:

  • Dieta equilibrada com nutrientes e vitaminas necessárias para o corpo.
  • Eliminar esteroides anabolizantes caso estejam a ser usados.
  • Psicoterapia.
  • Em casos extremos, nos casos em que a depressão poderá estar instalada, poderá ser necessário o recurso a terapia medicamentosa a fim de regular os níveis de serotonina e controlar a ansiedade.

A vigorexia é uma distorção da auto-imagem direcionada à questão da força. Os portadores do distúrbio descrevem a si mesmos como pequenos e fracos, apesar de possuírem músculos acima da média.

O resultado é um tipo de obsessão pelo corpo musculoso, já que eles nunca têm satisfação em relação ao que estão vendo diante do espelho.

Vigorexia – a busca constante do corpo perfeito
4.6 (91.84%) 49 votos


AVISO: Este artigo é meramente informativo, não temos capacidade para receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico.
Consulte o seu médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.
3 Comentários
  1. pedro camilo

    | Responder

    A busca pela imagem perfeita pode levar a extremos e isso não é saudável

  2. Filipa melo

    | Responder

    Alimentação equilibrada, exercício físico para nos mantermos saudáveis e de bem a vida, mas nada de obsessões!

  3. Olga Prado

    | Responder

    Tudo com conta peso e medida sempre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *