Plantas & Vitaminas

Equinácea benefícios para a saúde

A equinácea, considerada pelos índios americanos como sagrada, é uma das plantas medicinais mais utilizadas e importantes.

Hoje em dia, para além de fazer parte de diversos produtos farmacêuticos, a equinácea é uma das plantas sobre a qual existe um maior número de estudos científicos realizados.

No que respeita a doenças da pele, a equinácea é uma das plantas a que mais se recorre, devido à sua ação cicatrizante e regeneradora dos tecidos.

Por isso, pode ser útil em casos de feridas, queimaduras infetadas e acne. Nestes casos a aplicação pode ser feita quer interna como externamente.

PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS DA EQUINÁCEA

Pele

banner1 1

A equinácea é usada, de forma tópica para picadas de aranha, eczema, inflamações, psoríase, picada de cobra, infeções de pele, cicatrização de feridas.

Esta planta promove também a regeneração do tecido conjuntivo e a cicatrização.

Combate infeções

É utilizada como solução para algumas infeções: herpes, gengivite, vias urinárias e vaginais.

Laxante

Use o chá de ervas, no máximo dois copos por dia.

Estimula o sistema imunológico

A equinácea é considerada uma planta que estimula e fortalece o sistema imunitário, promovendo uma maior produção de anticorpos e de glóbulos brancos no sangue.

Como tal, é usada em constipações e gripes, sinusites, amigdalites, infeções respiratórias, entre outras, tanto de modo preventivo como curativo.

Alivio da dor

Já era usada pelos indígenas como analgésico em chá de ervas ou como macerado aplicado externamente na região magoada.

Equinácea benefícios para a saúde

Para poder beneficiar dos efeitos desta planta poderá encontrá-la disponível sob diversas formas.

Assim, existem vários preparados aos quais poderá recorrer: extrato líquido ou tintura, cápsulas, pomadas, cremes e até batons para os lábios.

Curiosidades:

O termo “equinácea” vem do grego “echinos” e significa ouriço-do-mar devido à forma pontiaguda das brácteas.

A espécie era utilizada pelos índios nativos americanos que a designavam por “ek-ih-nay-see-uh” como aplicação universal para tratar mordidas de serpentes e picadas de todos os tipos de insectos.

Os índios Sioux reconheceram as suas potencialidades como antídoto contra a raiva, muito antes de Pasteur.

Os nativos “Meskwakis” utilizavam a raiz ralada como anti-espasmódico e os Cheyennes mastigavam-na durante o ritual da Dança do Sol.

Nas culturas indígenas e dos primeiros colonizadores americanos, a planta era fumada afim de combater as dores de cabeça e dirigiam o fumo para as narinas dos cavalos enraivecidos para os tranquilizar.

istockphoto 1048097972 170667a

Precauções: Como a equinácea estimula a atividade do sistema imune, existe muita controvérsia a respeito de ela ser ou não apropriada para pacientes portadores de doenças auto-imunes.

Algumas fontes relatam que ela é contra-indicada.

Alguns especialistas optam por não usar a equinácea em pessoas que apresentam desordens imunológicas, a menos que, ela seja indicada para um padrão agudo específico.

4.8 / 5. Votos: 60

Sem votos! Seja o primeiro.


AVISO: Este artigo é meramente informativo, não temos capacidade para receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Consulte o seu médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Paulo Dias

Temos como objectivo abordar temas relacionados com tratamentos naturais.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo