Esofagite sintomas e tratamento

Alimentação 2078 visitas 2 Comentarios

A esofagite é a inflamação do esófago, que liga a boca ao estômago, que pode ser causada pelo refluxo gástrico, que se dá quando o conteúdo ácido do estômago entra em contacto com a mucosa do esófago.

Como se manifesta a esofagite?

Os sintomas principais de esofagite são a dor torácica ou na garganta. Essa dor assemelhar-se a uma queimadura ou corresponder a uma sensação de peso.

De facto, esta dor ou azia é a manifestação mais frequente de esofagite e corresponde a uma sensação de queimadura no meio do peito, que pode irradiar em direcção ao pescoço e que surge, geralmente, menos de uma hora após as refeições e que se pode agravar na posição deitada ou inclinada para a frente.

Esta dor pode ser constante ou intermitente.

Outro sintoma comum é a dificuldade na deglutição, ocorrendo um agravamento da dor torácica quando o doente engole ou uma sensação de que os alimentos ficam presos no tórax depois da deglutição. Por vezes estas queixas podem ser confundidas com uma dor de origem cardíaca.

Nos casos de esofagite mais intensa, pode ocorrer hemorragia, sob a forma de sangue no vómito ou nas fezes (melenas). No vómito, o sangue surge com uma coloração mais viva e as fezes apresentam uma cor escura resultante da presença de sangue digerido. Estas hemorragias podem causar anemia.

Pode ocorrer regurgitação, que corresponde à sensação de que os alimentos voltam à boca, sem esforço de vómito.

Outros sintomas possíveis são tosse, falta de ar, rouquidão, dor de ouvidos ou gengivite.

CAUSAS PARA A ESOFAGITE

  • Álcool e cigarro
  • Cirurgia ou radiação na região do peito e pescoço
  • Dieta inadequada
  • Doenças auto-imunes como a esclerodermia e a esofagite eosinofílica
  • Infecção por fungos, como a cândida, ou por vírus, como os da herpes e do citomegalovírus
  • Ingestão acidental ou não de produtos químicos cáusticos
  • Obesidade e número maior de gestações: ambas as condições favorecem o aumento da pressão abdominal
  • Sistema imunológico deprimido
  • Uso prolongado de medicamentos (exemplos: corticoides e anti-inflamatórios)
  • Vómitos em excesso

esofagite

Como prevenir a esofagite?

Sendo o refluxo ácido a causa mais comum de esofagite, existem algumas medidas simples que podem minimizar a sua ocorrência, como:

  • evite refeições pesadas e volumosas, especialmente nas horas que antecedem o deitar
  • reduza o consumo de tabaco e de álcool
  • evite consumir grandes quantidades de cafeína, chocolate, hortelã-pimenta e alimentos com um teor elevado de gorduras
  • mantenha o seu peso controlado ou, se necessário, perca peso
  • não usar roupas apertadas
  • eleve a cabeceira da cama cerca de 15 centímetros durante o sono

Tratamento e complicações

O tratamento da esofagite consiste no uso de medicamentos e na mudança no estilo de vida. Trata-se de uma doença que pode ser curada. Em casos graves, pode ser necessário um procedimento cirúrgico.

Porém, quando não é devidamente tratada, a esofagite pode ser responsável pelo surgimento de estenoses no esófago, que dificultam ou impedem que os alimentos e a saliva passem pelo canal, e pela ocorrência de úlceras.

Além do mais, a esofagite pode evoluir para uma doença chamada Esófago de Barrett – uma lesão que afecta a região inferior do esófago e altera seu revestimento interno –, que, em alguns casos, pode representar risco de lesão maligna.

Remédio caseiro para esofagite com chá de alface

A alface é um vegetal com substâncias que o tornam muito útil no tratamento e alívio dos sintomas da esofagite. Além de ter uma acção anti-inflamatória, essencial no tratamento do problema, tem ainda uma acção calmante, que ajudará a aliviar os sintomas.

Ingredientes

– três folhas médias de alface

– meio litro de água

Como preparar

Coloque a água e as folhas de alface numa panela, e leve ao lume. Depois de levantar fervura, espere 10 minutos e desligue. Deixe arrefecer entre 5 a 10 minutos, coando no final.

Deve beber diariamente 4 chávenas de chá de alface, de modo a usufruir dos seus benefícios.

Esofagite sintomas e tratamento

Melão

O melão é um fruto com várias propriedades medicinais importantes no tratamento e no alívio dos sintomas desta doença. A sua acção anti-inflamatória irá promover a diminuição da inflamação, e a sua acção anti-bacteriana irá combater infecções que possam ser a origem do problema.

 

Esofagite sintomas e tratamento
4.5 (89.3%) 43 votos


AVISO: Este artigo é meramente informativo, não temos capacidade para receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico.
Consulte o seu médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.
2 Comentários
  1. Armindo Couto

    | Responder

    Mudei o meu estilo de vida e hábitos diários por causa deste problema de saude

  2. Sara

    | Responder

    O chá de alface sempre me ajudou nesta minha doença

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *