Medicina tradicional chinesa

Beleza & Estética 1148 visitas 2 Comentarios

A Medicina Tradicional Chinesa assume um papel preponderante na prevenção de doenças e utiliza a sua experiência milenar para contribuir no aumento dos níveis de saúde e bem-estar das populações.

As origens da Medicina Tradicional Chinesa datam do período dos imperadores chineses: Fu Xi, Sheng Nong e Huang-Di, há cerca de 5000 anos. Os métodos terapêuticos utilizados abrangem a acupunctura, a fitoterapia, tuina (massagem terapêutica chinesa), qigong e tai chi chuan (práticas energéticas), psicoterapia e dietética (Terapia Alimentar).

A medicina chinesa acredita que o ser humano é um microcosmo maior ligado ao universo e sujeito às suas forças e entende o corpo humano como uma entidade orgânica em que os órgãos, embora tenham funções diferentes, dependem todos uns dos outros.

Isto significa que, segundo os valores da medicina, aquilo que acontece no universo (desde mudanças de estações a sons e sabores) tem influência direta no corpo e na mente do ser humano.

YIN E YANG

É a teoria base dos princípios da filosofia chinesa, que também se aplica na medicina.
Representam duas energias opostas, mas complementares, e simbolizam a dualidade de tudo o que existe no universo e a necessidade de encontrar o equilíbrio entre essas forças opostas para conquistar o bem-estar.

Yin significa escuridão, é o princípio passivo, feminino, nocturno e frio.

Yang significa claridade, é o princípio activo, masculino, diurno e quente.

Desconfortos físicos, tensões dolorosas, imunidade enfraquecida, cansaço, problemas emocionais, diminuição de vitalidade sexual, entre outros, começam a fazer parte do nosso quotidiano sem que exista da nossa parte uma verdadeira consciência que são sinais de alteração do nosso estado de saúde.

Na verdade, em termos de Medicina Chinesa, todos esses sinais demonstram que o nosso sistema energético está a entrar nalgum sofrimento. Ainda não há doença. Mas o nosso capital saúde esta a ser atingido.

Poder intervir com Medicina Chinesa, a este nível de saúde, tem um duplo benefício, reestabelecer o prazer de viver com bem-estar e qualidade de vida corrigindo estas manifestações e evitar que os bloqueios que deram origem a estas primeiras manifestações se instalem e desencadeiem uma desordem energética de maior amplitude: a doença.

Actualmente são oito os principais métodos de tratamento da Medicina Tradicional Chinesa:

  • Fitoterapia chinesa (fármacos)
  • Acupunctura
  • Tuina ou Tui Ná (massagem e osteopatia chinesa)
  • Dietoterapia (terapia alimentar chinesa)
  • Auriculoterapia (tratamento pela orelha)
  • Moxabustão
  • Ventosaterapia

Medicina tradicional chinesa

ACUPUNCTURA – É provavelmente a técnica mais conhecida e a sua popularidade deve-se à capacidade que tem em curar vários problemas diferentes.

A acupunctura consiste em aplicar agulhas de forma indolor no corpo (são colocadas para que reduzam a transmissão de sinais nervosos e, consequentemente, a dor) descongestionando fluxos de energia em pontos enfraquecidos.

Assim a circulação sanguínea é melhorada, equilibra-se o sistema nervoso central, activa-se o sistema imunológico e reduzem-se várias dores crónicas.

Medicina tradicional - Medicina Tradicional Chinesa

Os Cinco Elementos Chineses

Além do YIN YANG, os chineses antigos perceberam, talvez através da observação dos fenómenos naturais e suas evoluções de acordo com as estações, que o mundo se organizava em torno de cinco elementos ligados ao tempo e espaço: MADEIRA, FOGO, TERRA, METAL E ÁGUA.

A Teoria dos Cinco Elementos é de vital importância para se compreender a constituição dinâmica de absolutamente tudo que existe. A cada um desses cinco elementos estão associados um ponto cardeal ou direcção, uma estação, um sabor, uma cor, um órgão (que é Yin), uma víscera (Yang), um meridiano, uma emoção, entre outros.

As cinco formas de movimentos da energia da natureza são representados por Madeira, Fogo, Terra, Metal e Água, que representam tudo o que existe no universo, ou seja, a interacção entre o micro e o macrocosmo. Portanto, esses cinco elementos estão intrinsecamente ligados à nossa personalidade e à nossa alimentação. Por essa óptica, o ambiente, nosso estado físico e emocional em relação ao mundo e a nossa personalidade vão influenciar no que desejaremos comer.

• Pessoas que têm predomínio da energia terra são mais racionais e gostam mais de sabor doce
• Quem tem predominância da energia do metal gosta de sabores picantes como gengibre e alho
• Quem tem predominância da energia da água gosta de alimentos salgados
• Quem tem predominância da energia da madeira gosta de alimentos azedos e mais ácidos
• Quem tem predominância da energia fogo gosta de alimentos amargos

Medicina chinesa - Medicina Tradicional Chinesa

Medicina tradicional chinesa | energia

Não se trata simplesmente de uma mera vontade, mas de uma necessidade do organismo em suprir a falta de um determinado tipo de energia ou de compensar o seu excesso.

Por exemplo, se estiver triste, deve comer algo do elemento Fogo (alimentos de sabor amargo, como a chila pura, por exemplo), já que o fogo controla o metal, que é o elemento que rege a tristeza. Mas se ficar com excesso do elemento Fogo, deverá ingerir alimento do elemento Água – alimentos salgados – já que a água controla o fogo.

O princípio base da Medicina Tradicional Chinesa – a procura do equilíbrio actuando não na sintomatologia mas antes na causa das diferentes patologias abrangendo todas as Idades.

Mais info em http://www.terapiasdamente.pt/medicina-tradiconal-chinesa/

Medicina tradicional chinesa
4.9 (97.86%) 28 votos


AVISO: Este artigo é meramente informativo, não temos capacidade para receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico.
Consulte o seu médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.
2 Comentários
  1. ana paula

    | Responder

    Sou adepta da medicina tradicional chinesa com certeza

  2. Fabio Mesquita

    | Responder

    Muito legal este post pois sou muito fã da ideologia chinesa principalmente em relação aos cuidado do corpo eu já fui praticante do tai-chi-chuan e neste época tinha um equilibro emocional mais equilibrado.
    Recomendo estes ensinamentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *