Tratamento Natural (caseiro) do Refluxo Gastroesofágico

Corpo 5196 visitas 2 Comentarios

O refluxo gastroesofagico é uma espécie de refluxo ácido que sobe do estômago para o esófago.

O refluxo gastroesofágico é um problema relativamente frequente e afecta 3 em casa 10 pessoas. Os sintomas variam e vão desde sensação de estômago a queimar, dores no estômago, forte sensação de peso no estômago, tosse, náuseas, vómitos, regurgitação e indigestão.

O refluxo do conteúdo do estômago para o esófago, refluxo gastroesofágico, é um processo fisiológico que ocorre praticamente em todas as pessoas, várias vezes ao dia, sobretudo após as refeições, e de modo assintomático.

Define-se como a passagem do conteúdo gástrico para o esófago, na ausência de vómitos.

Quando este se torna patológico, e capaz de produzir sinais, sintomas e lesões no esófago, passamos a falar de doença de refluxo gastroesofágico.

A azia é a manifestação mais frequente de refluxo e corresponde a uma sensação de queimadura no meio do peito, que pode irradiar em direcção ao pescoço e que surge, geralmente, menos de uma hora após as refeições e que se pode agravar na posição deitada ou inclinada para a frente.

A primeira coisa a fazer é eliminar os alimentos ácidos (o sumo de limão, o tomate e frutos verdes, também o álcool, o café, o chocolate, os condimentos muito fortes e os alimentos gordos;

  • Diminua ou evite as refeições abundantes e as bebidas gaseificadas, assim como as leguminosas, o pão fresco e os alimentos ricos em fécula;
  • Racione os alimentos cuja tolerância gástrica é tradicionalmente mais difícil e que podem refluir para cima, como a carne dura, os alimentos crus muito ricos em fibras e os queijos fermentados;
  • Coma proteínas em quantidades suficientes às principais refeições (lacticínios e carne picada);
  • Mastigue muito bem os alimentos;
  • Evite misturar alimentos quentes com frios;
  • Evite deitar-se imediatamente após a refeição;
  • Evite inclinar-se muito para a frente;
  • Use roupas largas e confortáveis;
  • Coma várias vezes ao dia.


Para identificar a doença do refluxo gastroesofágico (DRGE), os pacientes realizam endoscopias, esofagogramas e pHmetrias – exames que avaliam o estômago, o esôfago e a faringe e medem a quantidade de ácido que sobe do estômago para o esófago.

As endoscopias, primeira e mais comum das avaliações, falham na identificação de 50% dos casos de refluxo. Por isso, o médico não deve desistir da investigação facilmente.

Esta doença é causada pelo mau funcionamento do esfíncter esofágico inferior, responsável por impedir que a comida ingerida retorne pelo caminho que veio. Alguns factores, no entanto, agravam o problema, como a obesidade, a gestação, asma, hérnia de hiato, tabagismo, diabetes, entre outros.

Seguem alguns remédios caseiros para o do , que podem ajudar aliviar os sintomas e a tratar a causa:

Chá de camomila

Consuma diariamente, entre 3 e 4 vezes ao dia entre as principais refeições. Este ajudará a acalmar o estômago e a controlar a acidez.

Água com limão

Sempre antes das refeições, ainda em jejum, tome um copo de água morna com o sumo de um limão. Isso ajudará a manter regulados os níveis de acidez do estômago.

Vinagre de maçã

Consuma entre 1 e 3 colheres de sopa de vinagre de maçã por dia. Este irá ajudar a reduzir a acidez do estômago, combatendo directamente o refluxo e os seus sintomas.

Bicarbonato de sódio

Dissolva uma colher de sopa de bicarbonato de sódio em água e beba sempre após as refeições. O bicarbonato ajudará a neutralizar os ácidos. Esse medicamento não é indicado para pacientes com pressão alta ou com dietas restritas em sódio.

Gengibre

Mastigue um pedaço de gengibre descascado ou faça um chá com uma chávena de água a ferver  e uma lasca de gengibre sem casca. Este chá ajudará na digestão e diminuirá o refluxo.

Aloe vera

Misture um pouco de aloe vera num sumo de fruta durante o pequeno almoço. Eficaz no auxílio à digestão e para acalmar o tecido irritado, o aloe vera ajuda ainda a combater a inflamação do estômago.

Refluxo Gastroesofágico tratamento caseiro


O refluxo ácido tem muitos efeitos desagradáveis em várias partes do corpo. Primeiro de tudo, pode levar a distúrbios do sono e ressonar. Além disso, foi relatado que o refluxo ácido leva à asma. Dispepsia, o distúrbio de deglutição é também entre a maioria, o efeitos mais severo de refluxo ácido.

Tratamento Natural - Refluxo Gastroesofágico

Mau hálito é também um resultado do problema.

Pode também sentir uma inflamação no esófago que pode ser acompanhado pela formação de úlceras.

Em casos graves, pode levar a “Esófago de Barret”t e cancro do esófago.

Os sintomas tendem a piorar quando se dobra o corpo para baixo para pegar algo do chão, por exemplo, ou quando do indivíduo permanece na posição horizontal após a refeição, como ocorre na hora de dormir.

Tratamento Natural do Refluxo Gastroesofágico

Neste caso, o ideal é identificar qual o alimento que demora mais tempo para ser completamente digerido e deitar-se somente após a sua digestão completa. Colocar um calço na cabeceira da cama também pode ajudar a tratar o refluxo, evitando o desconforto.

Uma dica preciosa para pessoas que sofrem de refluxo é comer em pouca quantidade, mas várias vezes ao dia, evitando fazer refeições pesadas e o consumo de bebidas junto à refeição.

Coma uma maçã vermelha após as refeições

Rica em fibras solúveis, a maçã ajuda a regular o intestino, tem agentes cicatrizantes que auxiliam em casos de azia, gastrite e úlceras, e actuam na mucosa do sistema digestivo.

Tratamento Natural (caseiro) do Refluxo Gastroesofágico
4.7 (94.4%) 25 votos


AVISO: Este artigo é meramente informativo, não temos capacidade para receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico.
Consulte o seu médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.
2 Comentários
  1. Diogo

    | Responder

    Com este problema tenho que dormir com a cabeceira da cama mais elevada.

  2. Carolina Castro

    | Responder

    Tive que alterar o meu estilo de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *